Conceitos Diferentes

Já Luís de Camões escrevia no longínquo ano de 1556 que ‘todo o mundo é composto de mudança’. Nada podia ser mais autêntico e angustiante nos dias que correm. Vivemos hoje num mundo, num tempo, em constante mutação, repleto de símbolos, marcas, ícones… todos eles cheios de significado, com mais ou menos conteúdo, mas todos com um significado único que é de certa forma intrínseco e revelador do símbolo, da marca, do ícone de cada um.

Ao conceber a imagem da Conceitos Diferentes tivemos também a necessidade de levar estas e outras substâncias em análise e, com base nestes pressupostos, no historial da marca e dos tempos que correm, optamos por dar especial notoriedade ao cerne de toda a nossa atividade: as Pessoas. De facto, essa é a força que nos move dia a dia, e uma necessidade verdadeiramente sentida, ainda mais nestes dias em que vivemos confinados sem podermos estabelecer os habituais laços de comunicação a que estávamos habituados e enraizados.
Feito este pequeno, mas indispensável enquadramento, importa justificar o atual elemento gráfico: um simples C seguido de um ponto [ C⋅ ]. Numa primeira leitura é fácil decifrar o logótipo “C” de Conceitos e o “.” de afirmação, uma vez que a partir desta data optamos por simplificar o nome passando de Conceitos Diferentes a, simplesmente, Conceitos. Mas este elemento gráfico comporta muito mais significado para lá do óbvio e, se olharmos com um pouco mais de atenção, conseguimos facilmente descortinar o símbolo gráfico de uma pessoa, acompanhada de um ponto azul; ponto azul esse que pretende de forma não inocente afirmar que a pessoa é o centro de toda a nossa atividade, é o centro da Conceitos, do nosso mundo.
conceitos
Uma vez firmada a simbologia inerente ao novo símbolo gráfico da Conceitos, bem como a escolha das cores, torna-se imperativo cimentar a escolha da fonte. Optamos por selecionar uma fonte de estilo humanista, sem serifa, que começou a dar os primeiros passos na mesma altura que a Conceitos Diferentes e do mesmo criador de uma outra fonte a que já estávamos habituados a usar na nossa documentação institucional. Assim selecionamos a fonte Ubuntu do designer Vincent Connare.
Por ser nosso objetivo simplificar toda a mensagem transmitida pelo logótipo, optamos por destacar o sítio onde nos encontramos, ficando simplesmente, conceitos.pt, dando, no entanto, especial relevo ao nome. Assim surge a nova imagem de marca de um projeto concebido em 2001 fortalecido posteriormente em 2008 com um aumento de capital e que pretende continuar atenta aos dias que correm, mostrando toda a vitalidade e jovialidade tão características da nossa área de negócio.

Sim, Mudamos!

Mas o essencial mantém-se. Ficarmos unidos com as pessoas que fazem da Conceitos o que é, uma empresa virada para o futuro, pronta a ajudar no que precisar.

Dúvidas?
Nós ajudamos!